terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Domesticidades

Google - sem informação de autoria

à boca entreaberta
não ocorre dobrar a língua
repetir domesticidades
en-tre-cor-tar o silêncio 
que há entre uma flor 
.
.
.
.e outra

2 comentários:

Nadine Granad disse...

Lindo seu espaço...lindas poesias ;)

Abraços carinhosos =)
Sigo-te...

Germano Xavier disse...

Melhor mesmo ser a própria.

Postar um comentário