segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Leoa

Google - sem informação de autoria

encosta em sua coxa
um beijo de água-viva
crava em sua carne
uns dentes de mãe-leoa

mas a leveza, a sua
ela come com os olhos

2 comentários:

Adri Aleixo disse...

Um assombro, Dani!

Beijo!

Germano Xavier disse...

A sutil rudeza da devoração.

Postar um comentário