quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Partes


Google - sem informação de autoria


toma a palavra exército
põe devagar entre os dedos
dobra em pequenas partes

há uma guerra, eu sei
frotas falanges incêndios
(a horda insiste, devastada)

não somos o inferno, meu bem
só essa caixa de guardados

2 comentários:

Germano Viana Xavier disse...

Caixa de se guardar o que não pode ser assim posto. Caixa de guardar coisas grandes, que não cabem em nenhuma espécie de campânula. Caixa de segredos.

Poema lindo, Delias.

Primeira Pessoa disse...

e mais. tanto mais.
beijos.
r.

Postar um comentário