segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Aquele fevereiro em Zurique

Aglaja Veteranyi - Imagem retirada do Google
Para Aglaja Veteranyi, poeta romena falecida em 2002


pensei ter ouvido o corpo de Aglaja
tocando delicadamente o rio

pensei ter visto sua mala e todos os sapatos
(cinco ou seis pares intercalados às bonecas)
ou foram seus dedos brandos, cansados
cravando em meu peito a placa que dizia 

céu aqui

não é o caso de rima, Aglaja
mas naquele fevereiro em Zurique
é triste e certo que sorri

3 comentários:

Germano Viana Xavier disse...

Não conheço a poetisa em questão, mas o poema parece certeiro. Faz a gente criar curiosidade para ir além dos versos de agora. Quero conhecê-la.

Daniela Delias disse...

G., querido, dê uma olhadinha nesse link que deixo abaixo. Ele traz dois poemas dela. Eu li a matéria há cerca de um ano e fiquei apaixonada pelo poema chamado "A Fuga".

http://revistamododeusar.blogspot.com.br/2013/10/aglaja-veteranyi-1962-2002.html

Beijos!

Germano Viana Xavier disse...

Li agora, Delias. Que poema interessante este "A fuga". Lembra também a engrenagens de tuas bonecas russas. Gostei demais do que li. :)

Postar um comentário