quinta-feira, 31 de março de 2016

Fogo

Google - sem informação de autoria


não importa
se me tomo de muros
se me cubro de medos
se me doem as horas:

teus olhos erguem sobre meu sonho
duas colunas negras, luminosas

é quando danço sobre o fogo
e digo às coisas que se calem
e se ocupem de devolver à noite
algum silêncio ou escuridão

1 comentários:

Germano Viana Xavier disse...

A percepção do que vale a pena como subsídio contra os abismos do ser.

Postar um comentário