quinta-feira, 10 de março de 2016

O corpo


Google - sem informação de autoria


é bom que seja assim:
pele/nervos/pelos/ossos
tua ausência desmentida
minha carne dissecada

pudesse a noite ouvir o corpo
mais que o esquecimento
faria supor que sobre toda falta
incide um silêncio antigo
e selvagem

1 comentários:

Germano Viana Xavier disse...

Segredar-nos-ia, a noite, incontáveis verdades e rubores...

Postar um comentário