sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Andarilha

Google - sem informação de autoria


no que foi a manhã sem curso
cresce agora a palavra tempestade

antes a tivesse engolido
quando eu mesma torvelinho
movia meus nervos e lábios
a perguntar por ti

no que fui um feixe de músculos
vê-se agora um devir de pássaros

antes os tivesse esquecido
quando eu mesma andarilha
alheia a teus ossos e nomes 
parecia a palavra multidão


1 comentários:

Germano Viana Xavier disse...

Escolhas...

Postar um comentário