quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Dezembros

Imagem: Daniela Delias


enquanto nos abríssemos com as mãos
moveríamos os olhos em direção à tempestade

do lado seco, 
pálpebras que se fecham
sem peso ou promessas

do outro, 
este feixe de amor e memórias
esta rede de minúsculas pedras
onde o mar se deita

(há coisas que só vejo 
em dias de chuva)



0 comentários:

Postar um comentário