quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Nós


Google - sem informação de autoria


é assim
desde que chegamos
eu e meu outro
desesperando
a única hora
o último dia
a fúria de uma estrela
repetindo
repetindo
repetindo
o primeiro silêncio

desde que estamos
meu outro e eu
não há memória sem corpo
não há noite sem olhar


segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Vão

El secreto de sus ojos (Juan José Campanella/2009)


isso que dissemos
quando abrimos os olhos
se ao menos banisse do corpo
o barulho incessante dos órgãos 
se ao menos coubesse
no vão entre as costelas
mas há coisas que excedem
a linha dura da linguagem
feito ossos que abrissem
janelas contra a pele
cada vez que respondo
à pergunta em teus olhos